Inquérito Pós-Eleitoral de 2005


Ainda no contexto do projecto “Comportamento Eleitoral e Atitudes Políticas dos Portugueses”, a coordenação executiva decidiu reagir à dissolução da Assembleia da República em Dezembro de 2004 planeando a realização de um segundo inquérito pós-eleitoral, depois das eleições de Fevereiro de 2005.

Com este trabalho, e em conjunto com os dados recolhidos após as legislativas anteriores, o projecto pretendeu criar a base para responder a questões de investigação tão variadas como: Até que ponto as explicações de comportamentos e atitudes políticas encontradas em 2002 são específicas a uma determinada eleição, ou podem ser generalizadas a outras eleições, denunciando padrões resistentes ao tempo? Em que medida diferentes contextos políticos e económicos podem eles próprios fazer diferença nas escolhas eleitorais, nas atitudes políticas e nos factores que por sua vez as afectam? Qual o nível de estabilidade ou volatilidade nas escolhas eleitorais dos portugueses, medidas através de questões sobre recordação de voto em eleições autárquicas (2001), legislativas (2002), europeias (2004) e legislativas (2005)? Quem são e como se comportam os novos eleitores? Em que medida se podem encontrar efeitos geracionais nos comportamentos e atitudes políticas, resistentes à passagem do tempo e ligadas à socialização num determinado contexto social e político?

O questionário foi construído com base nos Módulos 1 e 2 do The Comparative Study of Electoral Systems  (CSES), bem como no questionário do Comparative National Election Project (CNEP), mas inclui também algumas questões introduzidas para este inquérito em particular. O trabalho de campo foi realizado pelo CESOP entre 5 de Março e 8 de Maio de 2005, e foram entrevistados 2801 indivíduos. A base de dados resultante deste inquérito está disponível nos sítios do CSES e do CNEP, e poderá ser solicitada mediante pedido enviado para ceapp@ics.ulisboa.pt.